quinta-feira, 30 de abril de 2009

SINES - INVESTIMENTOS


---
Faça Clique no título.
Fonte: Público

DANAOS ADIA 15 ENCOMENDAS DE PORTA-CONTENTORES


A Danaos, um dos mais importantes armadores gregos, negociou com estaleiros chineses e sul-coreanos o adiamento da entrega de 15 novos navios porta-contentores.

Cinco navios de 8 350 TEU, encomendados à China Shipbuilding and Trading, serão atrasados em cerca de 200 dias cada. Outros dez navios, encomendados à Hanjin Heavy Industries, serão atrasados em média três meses cada um. São cinco navios de 6 500 TEU e cinco de 3 400 TEU.

A Danaos tem encomendado um total de 29 navios porta-contentores.

Com este reescalonamento das entregas, o armador grego prevê agora receber seis navios este ano, 12 em 2010 (ainda que três, agendados para Dezembro, possam passar para 2011) e 11 em 2011.

Todos os navios têm garantidos contratos de fretamento de longo termo, sem possibilidades de serem alterados, garante o armador.
Fonte: Transportes & Negócios

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS
---
A utilização do transporte marítimo de curta distância, como modo de transporte intermodal, requer em muitos casos, a realização de uma série de trâmites com as diversas entidades públicas e institucionais, a circulação de documentos e o conhecimento dos procedimentos implícitos.
Despacho das mercadorias:
Os principais procedimentos aduaneiros relacionados com o despacho das mercadorias, aplicáveis às operações portuárias, assim como ao modelo de contrato utilizado neste modo de transporte, são o Documento Administrativo Único (DAU), o manifesto de carga e a declaração sumária de descarga.
relactivamente aos serviços oficiais de inspecção relacionados com a exportação e a importação, o seguinte quadro, resume os procedimentos requeridos para cada tipo de operação comercial.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

TRANSMAR II - RIO GRANDE, RS - BRASIL

Olá José, aqui é Patrick Picaluga de Rio Grande, RS, Brasil, cidade irmã de Águeda.
Em anexo vai a fotografia da Transmar II, nova aquisição da Rio Grande Pilots em 2008, e eu no comando.

Um grande abraço daqui do Atlântico Sul e ateh breve.
O meu Amigo e Grande entusiasta de navios Patrick Picaluga, visitou o meu blog e deixou-me este registo da sua embarcação no nosso país irmão, o Brasil.
Votos de sucesso e boa recuperação, e volte sempre este meu blog é seu também.
Aconselho vivamente uma visita ao seu blog: www.naviosemriogrande.blogspot.com
(©) Images and text Copyrights; Imagem e texto com direitos: Patrick Picaluga, Rio Grande, Brasil

SLOMAN NEPTUN - FLEET


M/V "SLOMAN PRODUCER" EM LEIXÕES DIA 29-04-2009
---
Faça clique nas imagens para aumentar.

SLOMAN PRODUCER


IMO NUMBER9161003VESSEL TYPE RO-RO CARGO HULL TYPE SINGLE HULL GROSS TONNAGE 7.260 tons SUMMER DWT 7.250 tons BUILD 2004 BUILDER URKIYE GEMI SHIPBUILDING ISTANBUL - TURKEY FLAG ANTIGUA & BARBUDA
MANAGER/OWNER SLOMAN NEPTUN BREMEN - GERMANY INSURER
GARD P&I CLUB NORWAY

SLOMAN NEPTUN - FLEET


M/V " SLOMAN TRADER " EM LEIXÕES 29-04-2009
---
Faça clique nas imagens para aumentar.
SLOMAN TRADER
Caracteristicas:
IMO NUMBER 8214396 VESSEL TYPE RO-RO/CONTAINER CARRIER HULL TYPE SINGLE HULL GROSS TONNAGE 7.947 tons SUMMER DWT 9.793 tons BUILD 1983 BUILDER NEUE SCHLICHTING WERFT LUBECK - GERMANY FLAG GERMANY MANAGER SLOMAN NEPTUN BREMEN - GERMANY OWNER FIRST TRADER SHIPPING ANTIGUA & BARBUDA INSURER STEAMSHIP MUTUAL UNDERWRITING U.K

terça-feira, 28 de abril de 2009

MOLHES DO DOURO INAUGURADOS


Discurso da SET

Faça clique nos textos.

Fonte: Moptc

LEIXÕES - CONSTRUÇÃO DA DOCA NR:1

Do meu Amigo e leitor atento do meu blog: Briefe an Konrad, recebi estas importante noticias sobre o Porto de Leixões, pode também verificar a publicação completa da noticia aqui:
a noticia aqui. Ele Ralf Wokan é também um grande entusiasta de navios.

(©) Images and text send; imagens e texto enviado por: Ralf Wokan - Perafita

CONTAINERSHIPS

Um pouco da História dos contentores aqui: DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES .


RECORDAÇÕES DO SHIPPING



O MEU PRIMEIRO EMPREGO

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES

EQUIPAMENTO
---
Para as operações de movimentação das diferentes mercadorias e unidades de carga existem equipamentos adequados para cada modo de transporte. Alguns dos equipamentos mais utilizados são:
Transpaletes: Pequenos empilhadores manuais, utilizados em armazéns.
Fork-lift: Empilhadores utilizados no manuseamento de mercadorias paletizadas, caixas, bobines, etc. etc.
Straddle Carrier: São unidades/gruas que manipulam os contentores dentro do recinto portuário.
Cabeças tractoras: Destaca-se o Tugmaster.
Mafis: Plataformas para o transporte horizontal no terminal.
AGV: Automated guided vehicles: Veículos guiados automaticamente.
Rampas: de Ro-Ro móveis e/ou fixas.
Bandas Transportadoras: Utilizadas na carga e descarga de minerais, cereais, etc.
Trastainer: Tipo de guindastes sobre pneus para movimentação de contentores em parque. Tem cabine deslizante.
Reach.Stacker: Gruas que se utilizam para recolher e empilhar contentores acima da primeira fila.
Gantry Crane: Pórticos de cais especialmente concebidos para a carga e descarga de contentores dos navios porta-contentores. Podem atingir rendimentos elevados, principalmente quando dispõem de sistemas informáticos automatizados. Podem ser do tipo RTG Rubber Tyred Gantry sobre pneumáticos ou RMG Rail Mounted Gantry sobre carris.
---
Todas as unidades utilizadas na movimentação de contentores estão providas de um spreader, que agarra o contentor mediante um sistema de rotação macânico TWIST-LOCK situado nos quatro cantos do contentor. Este sistema de bloqueio utiliza-se manualmente para a fixação dos contentores nas plataformas dos camiões.
---
Os navios possuem diferentes elementos para engatar e desengatar os contentores a bordo para evitar a deslocação ou a queda das unidades durante o percurso marítimo e para formar blocos compactos nos vários porões.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

RECORDAÇÕES DO SHIPPING

Confraternização do Shipping: Final do Curso da Agepor...algures em 1987

RECORDAÇÕES DO SHIPPING

Confraternização do Shipping: Almoço de Natal (Vesselmar) 1987 - Restaurante LIMA 5

RECORDAÇÕES DO SHIPPING


Confraternização do Shipping: Final do Curso da Agepor...algures em 1987

III ENCONTRO LUSO-ESPANHOL DE LOGISTICA


---
Faça clique no título.

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES

O CONTENTOR
---
FCL (full container load) contentor completo:
Os carregadores dispõem de mercadoria suficiente para encher o contentor, ou optam por pagar o contentor como se ele estivesse cheio.
LCL (Less container load) ou de grupagem:
O carregador não possui mercadoria suficiente para ocupar na totalidade do contentor, pelo que recorre a uma empresa de consolidação ou grupagem de mercadoria, para que esta possa coordenar com outros carregadores na mesma situação, por forma a completar o contentor e obter, desta forma, um preço mais rentável para o seu transporte.

domingo, 26 de abril de 2009

CONHECER LEIXÕES

Faça clique na imagem para aumentar

INDEPENDENCE OF THE SEAS - FUNCHAL







INDEPENDENCE OF THE SEAS
---
Faça clique nas imagens para aumentar.
(©) Images Copyrights; Imagem com direitos: Sergio Ferreira, Funchal.

sábado, 25 de abril de 2009

CONHECER O PORTO DA GRACIOSA


Vejamos as operações no Porto da Graciosa, o navio em questão é o S.RAFAEL.
(©) Images and text Copyrights; Imagens e texto com direitos: Manuel Maria C. Bettencourt, Santa Cruz da Graciosa

sexta-feira, 24 de abril de 2009

TAXA DE FRETE DE NAVIOS DE GRANÉIS A RECUPERAR


O Baltic Dry Índex, que reflecte os preços de afretamento dos navios graneleiros, saltou mais 70 pontos no último dia da terceira semana de Abril, alcançando os 1 604 pontos, com ganhos em todos os sectores. Uma vez mais os panamaxes foram as "estrelas", com o índice relativo a pular 132 pontos, para os 1 413. Mas tal como nos restantes índices bolsistas, a fragilidade é mais que óbvia, com a alta volatilidade a ser norma. No entanto, é de assinalar a interessante subida do preço dos fretes, cujo indicador tocou nos 11 331 dólares, no final da referida terceira semana de Abril.O mais recente relatório semanal da prestigiada consultora Fearnley augura boas perspectivas para o mercado de navios capsize, a quem prevê um futuro de curto prazo influenciado positivamente pelos sinais de recuperação da rota Brasil/China. Estes sinais são igualmente positivos, embora em menor dimensão, na rota Austrália/China. Fearnley também augura alguma bonança no mercado dos panamax, assinalando que compradores e afretadores estão a antecipar as suas colocações de ordens, o que teve o condão de fazer subir as taxas.

… e mercado de navios usados a retomar
As coisas parecem também correr com vento pela popa no mercado da compra e venda de navios usados, a julgar pelo sucedido no passado mês de Março, assinala a Fearnley, citando o relatório (também semanal) da Weberseas, que afirma que "as boas notícias da procura de navios por parte de vários armadores, potenciada pela aceleração de tonelagem provinda do Japão. Até agora viam-se muitos compradores no mercado mas poucos negócios concluídos (e muitos abortados), devido à diferença de preços pedidos pelos vendedores e os que os compradores estavam dispostos a pagar”. Quanto mais navios entram no mercado, tanto mais os preços dos fretes deveriam cair, mas, estranhamente, os preços estão a manter-se. Há compradores dispostos a pagar os valores pedidos pelos vendedores, apesar de não ser totalmente líquido que o mercado de afretamento suporte tais preços, devido aos reduzidos retornos desta actividade
-----
Ainda esta semana publiquei no meu blog em: NOBU SU SAYS DRY BULK, COMMODITIES HAVE PROBABLY R... são bons indicadores, façamos votos para que rápidamente os mercados voltem á normalidade e consequentemente o trafêgo marítimo aumente.
As Exportações são fundamentais para o crescimento de riqueza de um País.

PORT CONFERENCE - GENOVA


The 26th IAPH World Ports Conference will take place in Genoa, Italy, 25-29 May 2009, under the theme "Oriented to the market, Open to the future!", to be hosted by the Port Authority of Genoa.

HORTA ACOLHE SIMPÓSIO SOBRE DEEP SEA


Vai realizar-se na próxima semana, de 27 a 30 de Abril na Cidade da Horta, Faial, o Simpósio "The ICES Deep-sea Symposium: Issues Confronting the Deep Oceans (ICDO): The Economic, Scientific, and Governance Challenges and Opportunities of Working in the Deep Sea".Este Simpósio será transmitido em directo, via Internet, no seguinte endereço: www.tv.azoresglobal.com. Programa e Resumos consultáveis na página da internet http://www.turangra.com/deepocean/?id=9.
Fonte: Cargo News

PORTO DE SINES INAUGUROU CENTRO DE SISTEMAS E HELPDESK

O porto de Sines inaugurou ontem o Centro de Sistemas e Helpdesk e os novos Equipamentos de Operação e Segurança, em cerimónia presidida pela secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino. O Centro de Sistemas e Helpdesk é um novo espaço que surge com a necessidade de criação de melhores condições de suporte e helpdesk devido ao forte crescimento de 55% da carga contentorizada em 2008. Este novo Centro, que monitoriza e suporta os principais sistemas do porto, está dotado de meios humanos especializados e de ferramentas tecnológicas avançadas de e suporte. O seu objectivo é dar resposta de forma imediata e com elevada qualidade de serviço aos pedidos de suporte dos utilizadores internos e externos da APS, e a supervisionar, em tempo real, todo o trabalho que está a ser desenvolvido no âmbito da Janela Única Portuária. O Centro está equipado com um vídeo wall constituído por 4 ecrãs TFT de 42” e por 10 consolas de operação avançadas e está directamente ligado ao DataCenter da APS que também foi alvo da melhoria das condições de operacionalidade e alta disponibilidade. Tratou-se de um investimento total de 424.817 Euros, comparticipados no âmbito do QREN-POV.

… e novos equipamentos de operação e segurança
Os novos equipamentos de operação e segurança também ontem inaugurados integram a renovação de dois veículos de combate a incêndios, uma nova lancha de pilotagem e um rebocador (foto). A pensar nos novos desafios da manobra portuária, nomeadamente o tráfego de contentores, a Reboport adquiriu o rebocador mais moderno e maior em capacidade de tracção existente no país, cujo investimento ronda os 7 milhões de euros. A empresa de rebocadores é desde 29 de Janeiro de 2002, a concessionária da exploração do serviço público de reboque e de amarração no porto de Sines.
O "Castelo de Sines" é um reboque de excelência, adequadamente adaptado às exigências de um porto com características especiais e com vocação para navios de grande porte. Possui a última geração de meios auxiliares de manobra, comunicação e outras ajudas à navegação, de forma a responder a situações de emergência e salvamento marítimo sem limitação de área. Por seu lado, "Atlântida Azul" é o nome da lancha de pilotos e segurança adquirida pela APS com vista a melhorar as condições de segurança de acesso dos pilotos a bordo. Orçou em 960.000 euros.
Fonte:Cargo News

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES

O QUE SÃO CONTENTORES
---
Os contentores são recipientes contruido de material resistente, com a finalidade de permitir transporte de mercadorias, com segurança quer no que se refere a danos, manuseio, rapidez e inviolabilidade.
Os contentores são considerados equipamentos ou acessórios do veículo transportador. O contentor é um elementos chave do transporte em todas as suas modalidades e é responsável pela entrada na era da inter-modalidade e do desenvolvimento da logística. A sua origem remonta ao ano de 1956, quando o seu inventor, Malcolm Mclean, o introduziu no transporte marítimo e terrestre.
Os Armadores e as Companhias de Navegação especializadas em TMCD estão a converter em contentores novos de 45 pés segundo o Anexo I da Directiva 96/53/CE, modificado pela Directiva 2002/7/CE.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

HAMBURG SÜD CORTA CUSTOS MAS EVITA DESPEDIMENTOS

A Hamburg Süd está a implementar um programa de redução de custos de 300 milhões de euros. Com isso a empresa alemã espera evitar despedimentos. Os resultados de 2008 são considerados “satisfatórios”.

No ano passado, a Hamburg-Süd movimentou mais 25% de carga do que em 2007, em boa parte devido à integração das operações da Costa Container Lines (CCL), adquirida no final de 2007.

Globalmente, as linhas da Hamburg-Süd, incluindo a brasileira Aliança Navegação e Logística, transportaram quase 2,7 milhões de TEU. Ao longo dos últimos 10 anos, o grupo tem conseguido crescimentos médios anuais de 21%.

O volume de negócios aumentou 24%, em termos homólogos, para os 4,5 mil milhões de euros. Cerca de 15% é imputável ao crescimento orgânico e os restantes 9% resultam da aquisição dos negócios da CCL.

Na conferência de imprensa de apresentação dos resultados, os responsáveis do armador alemão sublinharam o aumento da produtividade per capita, com a subida dos volumes transportados a superar largamento o aumento do número de efectivos do grupo.

Os resultados foram, ainda assim, afectados pela crise na economia e no comércio mundiais, que ditou uma diminuição do volume de carga em finais do ano passado, e pela turbulência que afectou as principais moedas com que a Hamburg-Süd trabalha, casos da do euro e do dólar (e da sua paridade) e do real brasileiro e do dólar australiano.
Fonte: Transportes & Negócios

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES

TIPOLOGIAS DE NAVIOS
---
As categorias e as capacidades dos navios porta-contentores são, em função da sua dimensão:
. Feeder: entre 100 e 499 TEU.
. Feeder Max: entre 500 e 999 TEU.
. Handy: entre 1.000 e 1.999 TEU.
. Subpanamax: entre 2.000 e 2.999 TEU.
. Panamax: entre 3.000 e 3.999 TEU.
. Postpanamax: mais de 4.000 TEU.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

BELMAR DA COSTA - ENTREVISTA


-----
Fonte: Transportes em Revista
Conheço pessoalmente o nosso Presidente, ele é também um entusiasta do meu blog:
faça clique em: ANIVERSÁRIO DO BLOGUE

LOGISTICS & SUPPLY CHAIN MEETING 2009

Entre os dias 16 e 18 de Abril, 1.490 visitantes, (identificados por um sistema de RFID da empresa Zetes Burótica), rumaram a Palmela para acompanhar a primeira edição do Logistics & Supply Chain Meeting, numa organização da Logística Moderna. Um armazém de 10.000m², propriedade da Tiner, acolheu mais de 30 expositores, assim como o ciclo de 45 conferências sobre logística e supply chain, as jornadas académicas de logística e um torneio de empilhador.No primeiro dia do evento, pelas 10h00, teve lugar a primeira conferência de imprensa da FILDA, contando com a presença do vereador e director do parque industrial de Vendas Novas, Afonso Alvito. Segundo referiu, Vendas Novas será o “centro da logística”, durante a 4ª edição da FILDA, que se realiza entre os dias 14 e 17 de Maio. Durante a conferência, Alexandre Real, da Sfori, apresentou a 4ª edição das “24 horas de Logística”, evento que decorre em simultâneo com a FILDA e “pela primeira vez, num parque industrial activo”.A segunda conferência de imprensa do dia contou com Luis Zubialde, managing director, Jaime Colsa, development director, e José Hernández, operations director, da Palletways Ibérica. Com um volume de negócios de 25 milhões de euros em 2008, a Palletways Iberia prevê crescer 30% durante este ano. Luis Zubialde concluiu que a empresa pretende “ser a rede de paletes Europeia e a opção natural para qualquer cliente”.Durante os dois primeiros dias, realizou-se o Think Logistics, Ciclo de Conferências de Logística e Supply Chain. Na tarde do dia 16, na sessão sobre “Gestão de Transporte e Distribuição”, Fernando Manuel Torres, da Torrestir, anunciou que a estratégia da empresa passa pela “aposta na abertura de centros de recolha mais pequenos, com horários alargados, para conseguir chegar a novos clientes”.Na sessão seguinte, dedicada ao tema “A Logística Inversa Como Negócio”, Rui Santos, da Vasp, revelou que a empresa pretende desenvolver a “racionalização da rede de venda, assim como melhorar a eficiência de reparte, usar soluções de mobilidade para leitura de sobras no ponto de venda, automatizar processos de triagem de publicações, e avaliar a possibilidade de passar a usar veículos eléctricos devido aos custos elevados de recolha e transporte”.No segundo dia, na sessão “Outsourcing Logístico”, João Pereira de Almeida, da EDP Valor, anunciou que a empresa está a desenvolver armazéns automáticos verticais nas instalações do Ribatejo, Sines e Lares e a optimizar o SAP nas rotinas associadas à actividade de compras.Na última sessão do dia, que teve como tema “A Função das Infra-estruturas no Desenho das Soluções Logísticas”, Luís Neves, da Abertis Logística Portugal anunciou que a empresa assinou recentemente um protocolo com o InIR e a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, para o desenvolvimento dos acessos por estrada do parque logístico da Castanheira, nomeadamente a ligação directa à EN1 e à A1, prevendo-se a abertura ao tráfego antes de Julho de 2010. Luís Neves também confirmou que as obras da primeira nave logística vão arrancar dentro de três meses.No último dia, pelas 11h30, realizou-se a entrega dos prémios das jornadas académicas de logística, Logistics Challenge, jogo que contou com o apoio da Mind Dreams e da consultora Processo. Ao longo de 08h00, 40 participantes, organizados por oito equipas, provenientes da Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal, Escola Náutica Infante D. Henriques e Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, disputaram 10 provas práticas e teóricas. Entre os vencedores esteve, em primeiro lugar, a equipa GP, da ENIDH, em segundo, a equipa II, do ISCTE e, em terceiro, a equipa GTL, da ENIDH. Em quarto lugar, a equipa Logisapiens, da ESCE-IPS, foi distinguida com o prémio “Esforço”.Quanto ao torneio SafeMov – segurança na condução de empilhadores”, organizado pela Inovergo e patrocinado pela Toyota, Joaquim Caniço e Alexandre Teixeira, da Sumol+Compal, foram os vencedores. Durante quatro provas práticas e um questionário teórico, 51 participantes puseram à prova a sua perícia e o conhecimento das regras de segurança.Entre os patrocínios e parceiros desta primeira edição, conta-se a Tiner/Banif, Zetes Burótica, LPR, Empigest, WideScope, Geoglobal, LogPME, Toyota, Inovergo, Sinestésica, Minddreams, Processo, APLOG e Câmara Municipal de Palmela.
Fonte: Logística Moderna.
-----
Este tipo de eventos são importantes para as nossas empresas.
As nossas empresas devem apostar na formação.

PONTA DO SOL - LISBOA




Faça clique nas imagens para aumentar.

(©) Images and Copyrights; Imagens com direitos: Rui Agostinho, Lisboa.

MERCADOS A RETOMAR

Teo Siong Seng, presidente da Singapore Maritime Foundation, accionista e "manager" da Pacific International Lines (PIL), e Kuah Boon Wee, administrador delegado para o sudeste asiático e para os terminais portuários da PSA International, coincidiram na análise: o sector do transporte marítimo de contentores deverá já ter tocado no fundo, estando a ponto de retomar o crescimento. Os dois especialistas expressaram esta opinião no decorrer da entrega dos prémios Singapore International Maritime Awards 2009, que tiveram recentemente lugar no Suntec Singapore International Convention & Exhibition Centre.
Fonte: Cargo News.
-------
Obs:
Já não era sem tempo, esperamos que o crescimento se faça sentir o mais rápido possivél.

FULL STEAM AHEAD WITH YOUR CARGO




FULL STEAM AHEAD WITH YOUR CARGO




WEC LINES - FLEET




M/V "WEC VAN EYCK"
Faça clique nas imagens para aumentar.
Fotos cedidas pelo colega: António Carvalho-Ibero Linhas

terça-feira, 21 de abril de 2009

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES


FACTORES QUE INFLUENCIAM A COMPETITIVIDADE DO SSS ou TMCD
-----
- Colapso das passagens transfronteiriças.
- Congestionamento de estradas.
- Altos custos de investimento de infraestruturas de estradas.
- Incremento do volume de mercadorias.
- Contentorização.
- Portagens no transporte por estrada.
- Intermodalidade do Short-Sea-Shipping.
- Alta eficiência energética.
- Redução do Impacto ambiental.
- Normativa e vontade política da UE.
- Liberalização do transporte ferroviário.
- Qualidade do serviço à estrada.
- Falta de terminais portuários especificos para o SSS.
- Melhoria dos serviços portuários ao navio e à mercadoria.
- Tarifas portuárias de mercadorias inexistentes na estrada.
- Procedimentos aduaneiros.
- Código de segurança ISPS no porto.
- Complexa cadeia logística-elevado nº. de participantes
Obs:
- SSS - Short-Sea-Shipping
- TMCD - Transporte Marítimo de Curta Distância.

Arquivo do blogue

PORTO DE LEIXÕES

PORTO DE LEIXÕES