quarta-feira, 29 de setembro de 2010

FOTO DO DIA




M/V " OCEAN COUNTESS" em Leixões 29-09-2010
Clique nas fotos para aumentar.

domingo, 26 de setembro de 2010

FOTO DO DIA




M/V " REGATTA " em Leixões 25-09-2010
---
Faça clique nas imagens para aumentar

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

MAR PRIORIDADE NACIONAL


Cavaco defende promoção do sector marítimo
Na sua intervenção durante o Congresso “Portos e Transportes Marítimos”, que se realizou no passado dia 21 de Setembro, em Lisboa, o Presidente da República, Cavaco Silva, voltou a afirmar que “o mar deve tornar-se uma verdadeira prioridade da agenda nacional”. No seu discurso, Cavaco Silva referiu que “um país que não consegue explorar sustentavelmente os seus recursos naturais é um país que tem um futuro limitado e que se arrisca a acabar por ver esses recursos serem explorados por terceiros. Acontece que é bem nítida a deficiente exploração económica que fazemos deste valioso recurso que é o mar, pelo menos quando nos deparamos com os demais países costeiros”. O Presidente da República defendeu ainda que é necessário abrir rumos que permitam a exploração cabal dos recursos marítimos, e que isso só será possível através de políticas públicas destinadas a fomentar o investimento privado nos sectores marítimos e “a tornar esses sectores competitivos com os seus homólogos europeus; com novos investimentos no cluster marítimo; com a incorporação de mais investigação, tecnologia e inovação; com a criação dos necessários factores de organização e de gestão incluindo a formação de recursos humanos adequados”.
Por outro lado, o Presidente da República salientou que “é importante que não fiquemos a olhar uns para os outros para ver quem começa” e que cabe aos agentes do sector “não ficarem à espera do que o Governo vá fazer ou não fazer”. Cavaco Silva mostrou-se também preocupado pelo estado da actual frota nacional de marinha mercante e disse que o transporte marítimo pode e deve ser, no futuro, uma alternativa viável ao transporte rodoviário, mas que para tal aconteça é necessário tomar as medidas necessárias para o promover, adoptando pelo menos as medidas fiscais similares aos demais países costeiros. Apesar de reconhecer que o actual estado do sector portuário nacional é bastante melhor que o dos transportes marítimos, Cavaco Silva não deixou de dizer que ainda existe muito trabalho por fazer neste domínio e que convém não esquecer que os portos portugueses têm vivido problemas crónicos de organização e competitividade. Para Cavaco “espanta a muitos, dada a importância estratégica dos nossos portos, que possamos discutir meses e anos a fios o TGV ou o novo aeroporto de Lisboa sem que paremos um pouco para pensar nos portos do futuro”.

por: Pedro Pereira
Fonte: Transportes em Revista

DIA MUNDIAL DO MAR


A assinatura de memorando de entendimento entre os parceiros sociais com vista ao desenvolvimento do emprego dos marítimos portugueses e a potenciar a profissão, entre os três sindicatos de marítimos (FESMAR, SOEMMM e OFICIAISMAR), a Escola Náutica (ENIDH), e a Associação dos Armadores da Marinha de Comércio (AAMC), foi o ponto alto da sessão solene das comemorações do Dia Mundial do Mar.
A sessão decorreu no auditório do Centro de Controlo do Tráfego Marítimo do Continente – Paço d’Arcos, e prolongou-se por todo o dia, com os painéis “Convenção STCW Revista” (manhã), com intervenções de Jaime Leça da Veiga, em representação da EMSA, António Caneco, pelo IPTM, e Sousa Coutinho, pela Escola Náutica, e, da parte da tarde, “Convenção do Trabalho Marítimo” , com representantes dos três sindicatos acima referidos, Fernando Ribeiro Lopes director geral da DGERT, Direcção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho, e António Maia Seco, por parte da AAMC.
A sessão viria a culminar com a mensagem de Carlos Correia da Fonseca, secretário de Estado dos Transportes, que após um breve historial sobre as condições que levaram ao início da saga marítima dos portugueses, no século XV, sob o mando do sagaz Infante D. Henrique, encontrou alguns pontos comuns com "o momento de crise grave que o mundo atravessa e os seus reflexos em Portugal não podem deixar de nos trazer à consciência eventuais similitudes, salvaguardadas as devidas distâncias: É de novo o mar que hoje oferece a Portugal e aos portugueses a saída para a ultrapassagem com criatividade dos constrangimentos, dando mais uma vez o salto em frente quando as vias do presente parecem comprometidas, ou mesmo esgotadas”.
As comemoraçóes portuguesas do Dia Mundial do Mar não se esgotaram nesta sessão solene - durante toda esta semana continuará a haver, nos diferentes portos, baptismos de mar par crianças, exposições, colóquios, enfim, uma poanóplia de mais de cinco dezenas de iniciativas, que terão dado a Portugal o título (virtual) de país que mais iniciativas levou a efeito, a nível europeu, se não mesmo planetário, do Dia Mundial do Mar.
Veja a relação de todas as iniciativas em http://www.imarpor.pt/
Fonte: Cargo News

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

APDL - ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DOURO E LEIXÕES



VELEIRO - PAGORIA
Hoje em Leixões dia 22-09-2010

O Barkentine "Pogoria" ( 47,00 m de comprimento , 8,00 m de largura, 1.000 velas quadradas) é o primeiro tipo moderno de navios que navegam com a cauda cortada, criado pelo engenheiro polonês Zygmunt Choren desenvolvidos. O navio de treino de vela 1980- construído tem a tarefa de jovens polacos e estagiários viver e trabalhar em equipe.
Clique nas imagens para aumentar.

Leixões: Dock & Roll

APDL - ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DOURO E LEIXÕES



...Navio movido a energia Eólica
O Porto de Leixões recebe pela segunda vez o navio "E-Ship 1".
Em termos técnicos, o navio foi especialmente desenhado para reduzir, entre 30 e 40 por cento, as emissões de CO2 e o consumo de combustível fóssil, quando comparado com um navio de carga tradicional, de porte idêntico. Através de quatro rotores eólicos de navegação, de forma cilíndrica, o veículo consegue manter um sistema secundário de propulsão, com recurso ao vento, que ajuda o motor a diesel nas deslocações do navio. «Com ventos favoráveis, os quatro cilindros podem substituir a energia convencial diesel na quase totalidade», sublinha ainda a Enercon. Não obstante, a empresa preferiu não comentar ao Ambiente Online qual o investimento feito no E-Ship 1 e no desenvolvimento tecnológico associado.
Type of ship: Cargo Ship
IMO Number:9417141
Flag:Germany
MMSI Number:18108000
Length:130.0m
Callsign:DGFN2
Beam:22.0m

Leixões: Dock & Roll
Fotos: José Modesto
Clique nas fotos para aumentar.

domingo, 19 de setembro de 2010

APDL - ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DOURO E LEIXÕES



O porto de Leixões passou a dispor de um novo Terminal Multiusos, um investimento de 19,5 milhões de euros que constitui a maior obra de construção de novos cais acostáveis no porto de Leixões desde a década de 80.
Esta nova estrutura vai dotar Leixões de novas competências e condições melhoradas de movimentação do tráfego de mercadorias Ro-Ro, ficando dedicado aos serviços de Transporte Marítimo de Curta Distância e às Auto-Estradas do Mar.
Com este investimento a Administração dos Portos do Douro e Leixões(APDL) pretende dar resposta ao forte impulso que a Comissão Europeia pretende dar às Auto-Estradas do Mar no espaço comunitário e ao elevado potencial de desenvolvimento deste tipo de tráfego no futuro, que se prevê poder vir a transferir para o mar uma larga fatia do transporte de mercadorias entre países da União Europeia que actualmente se faz por via rodoviária.
A construção deste novo Terminal Multiusos realizou-se através de duas obras principais. A primeira obra compreendeu a construção de um cais de avanço do Molhe Sul, de uma rampa Ro-Ro com 26 m de largura, de um novo novo cais perpendicular ao molhe sul e de uma rampa de varadouro. A segunda obra consistiu na ampliação, em cerca de cinco hectares, do terrapleno do Terminal Multiusos, que funcionará como área de apoio.
A cerimónia de inauguração do novo terminal constituiu o momento mais formal do programa de comemorações do Dia do Porto de Leixões, celebrado hoje. Milhares de pessoas aproveitaram as portas abertas para conhecer o Porto por dentro, através das visitas guiadas e das várias atividades gratuitas de animação para miúdos e graúdos organizadas pela APDL.
Fonte: Cargo News.
Fotos: José Modesto

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

FOTO DO DIA




M/V "REPUBBLICA DI VENEZIA" em Leixões dia 10-09-2010
---
Clique nas imagens para aumentar

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

NAVIO MOVIDO A ENERGIA EÓLICA




M/V " E-SHIP 1" em Leixões dia 04-09-2010
---
Clique nas fotos para aumentar.

Apesar da junção entre barcos e ventos não ser uma ideia propriamente nova – afinal, o vento foi o elemento principal para levar as caravelas portuguesas aos sete cantos do mundo -, a especialista mundial em energia eólica Enercon GmbH conseguiu inovar. A empresa desenvolveu o primeiro navio de carga do mundo com os motores movidos parcialmente a energia eólica.
Durante a sua viagem inaugural, que teve início em Emden (Alemanha), o E-Ship 1 passou pelo Porto de Leixões e prosseguiu a sua rota de demonstração. De acordo com a empresa, os principais motivos para o desenvolvimento desta tecnologia relacionam-se com «o aumento da eficiência energética no envio das turbinas eólicas da marca para o estrangeiro, mas também com a demonstração das vantagens da tecnologia de turbinas eólicas da Enercon numa área de aplicação distinta».

Em termos técnicos, o navio foi especialmente desenhado para reduzir, entre 30 e 40 por cento, as emissões de CO2 e o consumo de combustível fóssil, quando comparado com um navio de carga tradicional, de porte idêntico. Através de quatro rotores eólicos de navegação, de forma cilíndrica, o veículo consegue manter um sistema secundário de propulsão, com recurso ao vento, que ajuda o motor a diesel nas deslocações do navio. «Com ventos favoráveis, os quatro cilindros podem substituir a energia convencial diesel na quase totalidade», sublinha ainda a Enercon. Não obstante, a empresa preferiu não comentar ao Ambiente Online qual o investimento feito no E-Ship 1 e no desenvolvimento tecnológico associado.

Autor / Fonte
Marisa Figueiredo

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

MOÇAMBIQUE - NOTICIAS


O porto de Maputo, em Moçambique, vai receber investimentos estimados em 800 milhões de dólares ao longo dos próximos cinco anos, afirmou Dave Rennie, o presidente da empresa sul-africana Grindrod Freight Services. Rennie adiantou que o grupo de navegação Grindrod será responsável por 40 por cento daquele montante.
O presidente deste importante grupo sul-africano, Alan Olivier, afirmou que há falta de infra-estruturas para suportar os mercados de matérias-primas, avançando que a decisão de investir surge na sequência da Companhia de Desenvolvimento do Porto de Maputo, em que a Grindrod tem uma participação de 25 por cento, ter visto o período da concessão ser alargado até 2033 com uma opção adicional de mais 10 anos.
Os planos mais imediatos de expansão incluem a dragagem do porto dos actuais 9,4 metros para 11 metros a fim de permitir a receção dos navios Panamax, que permitirão aumentar a competitividade do porto em termos de carga a granel e contentorizada. Os trabalhos de dragagem começarão no início de 2011.
Oliver revelou ainda que o alargamento da subconcessão da Grindrod do terminal de carvão de Maputo para 2043 está aprovado, juntamente com um acordo para aumentar a atual capacidade de 6 milhões de toneladas por ano para entre 16 milhões a 25 milhões de toneladas por ano em 2013.
Os novos termos do acordo de concessão atribuíram ainda à Grindrod terreno adicional que será precisamente utilizado na expansão do terminal.
O presidente do grupo sul-africano adiantou ter chegado a acordo com a empresa estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique e com o seu parceiro Dubai Port World para o desenvolvimento conjunto de um depósito de contentores adjacente ao porto de Maputo, cuja primeira fase deverá ficar concluída em junho de 2011
Fonte: Cargo News

MSC - NOTICIAS


A MSC Portugal vai inaugurar no próximo dia 30 a 2ª Fase do Terminal do Entroncamento, concluídas que foram as respetivas obras e uma vez obtidos todos os necessários licenciamentos aduaneiros.
A empresa de Carlos Vasconcelos vai assinalar o acontecimento com esmero, fazendo da inauguração do espaço uma sessão que ficará na retina dos convidados e que incluirá a apresentação do edifício de escritório e do armazém, bem como a operação de funcionamento do terminal e toda a logística inerente.
O Terminal do Entroncamento S.A, em plena atividade desde o final do passado mês de julho, data em que foram atribuídos os estatutos aduaneiros, encontra-se dotado de todas as infra-estruturas logísticas que um Terminal deste género tem que oferecer a quem o elege. A sua centralidade e os excelentes acessos rodo-ferroviários constituem importantes fatores que lhe permitem ser uma excelente solução para as necessidades logísticas de toda a zona Centro do País.
Do leque de valências, destaque para o fato de deter estatuto de entreposto aduaneiro do tipo A; armazém público de depósito de temporário; armazém de exportação; parque de contentores; e terminal ferroviário com ligação ao terminal de maritimo de contentores de
Sines (Terminal XXI).
Fonte: Cargo News

terça-feira, 7 de setembro de 2010

NOVO BLOGUE

Caros Amigos da Blogosfera, apenas com 14 anos o nosso Amigo Bruno, decidiu e bem partilhar connosco a nossa área, o Shipping.
É com um enorme prazer que divulgo o seu blogue, estou certo da mais valia do mesmo e do enriquecimento que todos vamos ter com a sua experiência e dedicação a esta ARTE...o Shipping.
Amigo Bruno conta connosco sempre e com Saudações Marítimas.

sábado, 4 de setembro de 2010

FOTO DO DIA




NAVIO DE CRUZEIRO EM LEIXÕES
M/V "SEA COULD II" em Leixões dia: 04-09-2010

Chegou hoje ao porto de Leixões, o veleiro Sea Cloud II da companhia Sea Cloud Cruises. Atracou pelo início da manhã, vindo dum cruzeiro do norte da Europa para o Mediterrâneo e rumou pelo 16h a Lisboa.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

FOTO DO DIA




NAVIO DE CRUZEIRO EM LEIXÕES
M/V "C.COLUMBUS" em Leixões dia: 03-09-2010

Arquivo do blogue

PORTO DE LEIXÕES

PORTO DE LEIXÕES