domingo, 4 de janeiro de 2015

NRP ÁLVARES CABRAL - PORTO DE LEIXÕES


Caros Amigos.
Hoje no nosso Porto de Leixões a Fragata




BRASÃO DE ARMAS

Escudo de prata, com duas cabras de púrpura uma sobre a outra. Coronel naval de ouro forrado de vermelho, sotoposto listel de prata ondulado com a legenda em letras negras, maiúsculas, tipo elzevir – NRP ÁLVARES CABRAL.

 PATRONO Pedro Álvares Cabral, descobridor do Brasil, nasceu em Belmonte, entre 1460 e 1470, filho de Fernão Cabral e de D. Isabel Gouveia. Foi moço fidalgo de D. João II, que o agraciou com uma tença de 13000 reais, vindo posteriormente a casar-se com D. Isabel de Castro, sobrinha de Afonso de Albuquerque. Em 1500, após o regresso de Vasco da Gama, Pedro Álvares Cabral foi designado pelo Rei D. Manuel I para comandar 13 naus, tripuladas por cerca de 1500 homens, em missão diplomática ao Oriente, onde deveria estabelecer um pacto de amizade com o Samorim de Calecut. A partida deu-se a 8 de Março de 1500 e, a 22 de Abril do mesmo ano, após uma breve escala nas Canárias, é avistada a costa brasileira, da qual já havia sinais desde a véspera, na zona do Monte Pascoal, e a esquadra lança ferro junto da foz do atual Rio Cahy após cerca de 6500 km percorridos. Nos dias que se seguem a esquadra muda de ancoradouro, indo fundear mais a Norte, numa baía que os portugueses denominaram Porto Seguro onde ergueu uma cruz de madeira, símbolo da cristandade que os portugueses viriam a levar aos quatro cantos do Globo, junto do Rio Mutary. Entretanto, logo após a chegada da Armada à Terra de Santa Cruz, nome inicialmente dado ao Brasil, Pedro Álvares Cabral envia a nau comandada por Gaspar Lemos com as boas novas rumo a Portugal. Em 1502, o Rei faz menção de o enviar no comando de nova Armada ao Oriente, mas Pedro Álvares Cabral recusou a missão, preferindo retirar-se para a tranquilidade das suas propriedades em Santarém, onde vem a falecer cerca de 1502. O seu corpo jaz na Igreja da Graça, em Santarém.​

FACTOS No âmbito de contributo de Portugal para garantir a segurança marítima internacional, o NRP Álvares Cabral tem participado em diversas operações no âmbito da NATO e UE, de salientar: Operação da NATO "Active Endeavour" de combate ao Terrorismo no Mediterrâneo; Operação da NATO "Ocean Shield" de combate à pirataria na região do Corno de África; Operação da UE "Atalanta", de combate à pirataria na Somália; Diversas participações no Operational Sea Training (OST), no Reino Unido, de certificação da operacionalidade para combate.

1 comentário:

Carlos Esteves Vinhal disse...

Caro amigo Modesto, não sei duas ou mesmo as três Fragatas desta classe foram baptizadas aqui em Leixões no tempo em que o Prof Cavaco Silva era Primeiro-Ministro. A Madrinha foi como é óbvio a Dra. Maria Cavaco Silva. Lembra-se desta cerimónia? Não sei precisar o ano.
Carlos Vinhal
Ex-funcionário da APDL
Leça da Palmeira

Arquivo do blogue

PORTO DE LEIXÕES

PORTO DE LEIXÕES