terça-feira, 31 de março de 2009

ATLANTIS - LISBOA

M/V « ATLANTIS »
22-03-2009 - LISBOA
-----
(©) Copyrights fotos de archivo: Rui Minas Agostinho - Lisboa

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES

TIPOLOGIAS DO TRANSPORTE MARÍTIMO DE CURTA DISTÂNCIA
Transporte Ro-Ro:
Consiste na carga e descarga através de equipamento com rodas destinado ao transporte de mercadorias , como um camião, reboque ou semi-reboque, que possa ser conduzido ou rebocado para um navio.

CONHECER LEIXÕES

Do seu apartamento em Leça da Palmeira a Amigo Armando Oliveira (Schenker) capta imagens fantásticas dos nossos navios em Leixões, ele é também um grande entusiasta de navios.Imagens: Armando Oliveira-Schenker.
Faça Clique nas imagens para aumentar.

segunda-feira, 30 de março de 2009

PORTOS DEVEM CONTINUAR A PRIVILEGIAR O INVESTIMENTO SUSTENTAVÉL

Mais de 200 gestores responsáveis pela sustentabilidade, planeamento, operações e assuntos regulamentares dos portos participaram na 4ª Conferência da Greenport, cujo tema foi "Lean and Green: Finding New Answers in a Changing Economic Climate". A conferência foi organizada em conjunto pelo porto de Nápoles, Fundação EcoPorts e European Sea Ports Organisation (ESPO) e decorreu em Nápoles, nos dias 25 e 26 de Fevereiro, tendo estado representados portos de cerca de 40 países da Europa, África e América do Norte.
Durante o evento foram feitas várias apresentações que mostraram como está a funcionar a estratégia de investimento na implementação de um futuro sustentável levada a cabo por alguns portos e operadores de terminais. No entanto, a Greenport 2009 revelou que ainda há uma grande diferença entre as autoridades e os operadores portuários que estão realmente a implementar uma política ambiental e os que estão apenas a falar sobre isso. Tanto a EcoPorts como a ESPO sublinharam a necessidade de converter palavras em acção.
Também em destaque esteve o papel desempenhado pelos portos dentro da cadeia de abastecimento. Na conferência foi ainda apresentado um relatório sobre a situação do World Port Climate Change Initiative da IAPH, bem como a divulgação de um estudo sobre o impacto das alterações climáticas no sector marítimo-portuário.
Fonte Cargo News.
Ainda á dias publiquei isto:

PORTO DE AVEIRO


-----
Faça clique na mensagem.
Fonte: Público

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES

TIPOLOGIAS DO TRANSPORTE MARÍTIMO DE CURTA DISTÂNCIA
Transporte de contentores:
Consiste no transporte de carga paletizada em diferentes tipos de contentores

domingo, 29 de março de 2009

WEC LINES - FLEET


M / V " WEC VAN EYCK "
1ª escala em leixões 21-03-2009
Faça clique na imagem para aumentar
Algumas caracteristicas deste navio:


WEC VAN EYCK

IMO NUMBER
9371414
VESSEL TYPE
CARGO
HULL TYPE
SINGLE HULL
GROSS TONNAGE
10.965 tons
SUMMER DWT
12.614 tons
BUILD
2008
BUILDER
NAVAL GIJON GIJON - SPAIN
FLAG
GERMANY
MANAGER/OWNER
JUNGERHANS MARITIME SERVICES HAREN EMS - GERMANY
INSURER
GARD P&I CLUB NORWAY

VESSEL DETAILS
CLASSIFICATION
100 A5 E3 WITH FREEBOARD 3.220 M, MULTI-PURPOSE DRY CARGO SHIP, IW NAV-O BWM SOLAS-II-2,REG.19 C2P50, EQUIPPED FOR CARRIAGE OF CONTAINERS, STRENGTHENED FOR HEAVY CARGO MC E3 AUT
GENERIC
SPEED
18,3 knots
DIMENSIONS
BREADTH EXTREME
22,80 m

BREADTH MOULDED
22,79 m

BREADTH REGISTERED
22,80 m

DEPTH
11,90 m

DRAUGHT
8,70 m

FREEBOARD
3.200,0 mm

LENGTH BETWEEEN PERPENDICULARS
131,00 m

LENGTH OVERALL
140,38 m

LENGTH REGISTERED
132,52 m
TONNAGES
NET TONNAGE
3.842 tons
STRUCTURE
HULL MATERIAL
SHIPBUILDING STEEL (STANDARD)

HULL TYPE
PARTLY DOUBLE BOTTOM (E.G. INTERRUPTED IN WAY OF MACHINERY SPACE)

LONGITUDINAL FRAMES
PARTLY BUILT ON
ENGINE
MAIN ENGINE BUILDER
MAN GROUP MUNCHEN - GERMANY

MAIN ENGINE CYLINDER BORE
8 mm

MAIN ENGINE CYLINDERS
8

MAIN ENGINE MODEL
8 L48/60B

MAIN ENGINE STROKE
480 mm

MAIN ENGINE TYPE
DIESEL ENGINE, FOUR STROKE SINGLE ACTING

PROPELLER
1 CONTROLLABLE PITCH PROPELLER, AFT
COMMUNICATION
CALL SIGN
DCVO2

MMSI CODE
218450000
HISTORICAL INFO
BUILD END
2008 Jun 25

BUILD START
2007 Jun 12

DATE OF ORDER
2005 Jun 01

FIRST MOVEMENT
2008 May 21

KEEL LAID
2007 Jun 13

LAUNCH DATE
2008 Apr 02

PLACE OF BUILT
GIJON

YARD NUMBER
702





PORT DOURO - LISBOA



M/V « PORT DOURO
17-03-2009 - LISBOA
-----
(©) Copyrights fotos de archivo: Rui Minas Agostinho - Lisboa

sábado, 28 de março de 2009

sexta-feira, 27 de março de 2009

ALANG - NEGOCIO FLORECIENTE ???


http://www.nuestromar.org/noticias/destacados_032009_22813_florece_el_desguace_en_medio_del_desastre_economico
-----
-----
Asbesto
-----
Las informaciones sobre Alang de buques conocidos me deprimen, pero es una relidad. Artículo traducido de Reuters, Internacional Herald Tribune; 24/03/09
Mensagem enviada por: Antonio Saez - Tenerife

DÚVIDAS - TERMOS - DEFINIÇÕES

Caros colaboradores e amigos, a partir de segunda feira iniciarei um novo capítulo de questões-dúvidas, que actualmente nos aparecem e que para muitos ainda são termos ou definições pouco claras na nossa área.
Espero desta forma contribuir para que todos os colegas possam ter acesso a toda a informação e saberem um pouco mais da nossa ARTE o SHIPPING.
---
Participem, colaborem, coloquem questões, só desta forma é que conseguiremos saber um pouco mais.
Em toda a parte só se aprende com quem se gosta
Ensinar é aprender duas vezes

SUSTENTABILIDADE NO TRANSPORTE DE MERCADORIAS

PROTOCOLO DE KIOTO
-----
O Protocolo de Kioto sobre as alterações climáticas é um instrumento internacional que tem por objectivo reduzir as emissões dos seis gazes causadores do aquecimento global em aproximadamente 5%, no período que vai desde o ano 2008 a 2012, em comparação com as emissões registadas em 1990.
A União Europeia comprometeu-se a reduzir as suas emissões médias totais em 8%. Para cada Estado Membro outorgou-se uma margem em função de diversas variáveis economias e ambientais (p.ex:França (0%), Espanha (+15%), Portugal (+27%).
O desenvolvimento sustentável é defenido como a forma de gestão responsável do presente sem comprometer o futuro.
A protecção do meio ambiente constitui um objectivo comum nas políticas de transporte e de coesão a nível comunitário.
A política comunitária de Transportes tem destacado cada vez mais a importância de uma mobilidade sustentável, baseada fundamentalmente na redução dos impactos ambientais, impulsionando a transferência modal permitindo a utilização das modalidades de transporte mais respeitosas do meio Ambiente.
Respeite o ambiente

DNV PREVÊ EXCESSO DE 10 MIL NAVIOS


Desiluda-se quem espera que a crise estará terminada dentro de um ou dois anos, avisa o CEO da Norueguesa DNV.
Se a economia Mundial se mantiver estagnada, em 2013 haverá 10 mil navios a mais. Caso a economia regrida uns 3% , aquele numero poderá chegar às 12 mil unidades. E mesmo que o crescimento (de 3%) regresse a partir de 2010, em 2013 ainda haverá um excedente de uns quatro mil navios.
Os números da DNV não distinguem entre tipos de navios. A companhia estima quenos próximos anos haverá necessidade de desmantelar 600 navios/ano e que a construção de uns 2400 navios será adiada, o que poderá a que alguns estaleiros de construção naval sejam reconvertidos para instalações de desmantelamento de embarcações.
Fonte: Transportes & Noticias.
---
Ainda esta semana postei a seguinte noticia neste meu blogue:
Faça Clique na mesma.

CONHECER LEIXÕES



Do seu apartamento em Leça da Palmeira, o amigo Armando Oliveira (Schenker) capta imagens fantásticas dos nossos navios em Leixões, ele é também um grande entusiasta de navios.
Imagens: Armando Oliveira-Schenker.
Faça Clique nas imagens para aumentar.

quinta-feira, 26 de março de 2009

HAMBURG SÜD BAPTIZA NAVIO PORTA CONTENTORES "MONTE ALEGRE"

-----
Faça clique na mensagem.
Fonte: Revista Factor

GRÉCIA RECUA NA CONCESSÃO DO TERMINAL DE TESSALÓNICA



O governo governo prepara-se para desistir da concessão do terminal de contentores de Tessalónica, o segundo maior porto do país.

A decisão de anular o concurso para a gestão e modernização do terminal é justificada pelo facto de o único concorrente, a Hutchison Port Holdings, de Hong Kong, ter retirado a sua proposta, em Dezembro passado.

Uma joint-venture entre a Hutchison e a Alapis, uma empresa farmacêutica grega, oferecia cerca de quatro mil milhões de dólares para uma concessão a 30 anos, comprometendo-se a investir mais 635 milhões de dólares na modernização das desactualizadas instalações do terminal de contentores.

As empresas retiraram a sua proposta quando os contratos com a Autoridade Portuária da Tessalónica estavam prestes a ser redigidos. Uma decisão atribuída à desaceleração no mercado global de contentores.

Os estivadores gregos desde cedo estiveram contra a concessão a privados, recusando-se a trabalhar horas extras e aos fins-de-semana desde Janeiro de 2008, o que resultou na diminuição do tráfego de contentores do ano passado para um nível ligeiramente inferior a 239 mil TEU. Em 2007, esse valor tinha sido de 450 mil TEU.

Agora, deverá ser a Autoridade Portuária da Tessalónica, controlada pelo Estado, a modernizar o terminal de contentores.

O parlamento grego aprovou entretanto a concessão à Cosco, a concessão por 30 anos do terminal de contentores do Pireu, o maior porto do país. A Cosco propõe-se investir mais de 300 milhões de dólares para expandir a capacidade anual do terminal para os 3,7 milhões de TEU.
Fonte: Transportes & Negócios



K'LINE PORTUGAL "ESTREIA" ESTUDO DE OPERADOR ECONÓMICO AUTORIZADO

A K Line Portugal é a primeira empresa nacional a beneficiar do estatuto de “Operador Económico Autorizado”.

“É para nós um enorme orgulho sermos considerados um operador de confiança por parte das autoridades alfandegárias”, referiu a propósito Joaquim Azeredo, administrador-delegado da companhia. “A nossa candidatura foi o resultado de um processo levado a cabo ao nível das subsidiárias europeias da K Line, também elas candidatas a “Agentes Económicos Autorizados”, acrescentou.

Segundo a empresa, a distinção aumenta a eficiência nos controlos de mercadorias ao nível alfandegário, reduzindo a probabilidade de controlo físico e documental, ou concedendo-lhe tratamento prioritário nesses controlos. Além disso, “as vantagens reflectem-se também na redução de custos inerentes às paragens de contentores para verificação e na escolha do local dos controlos, facto que permite reduzir possíveis contratempos e as despesas daí decorrentes”.

De acordo com a Direcção Geral das Alfandegas e dos Impostos Gerais sobre o Consumo (DGAIEC), ‘Operador Económico Autorizado’ é a pessoa que, após avaliação do cumprimento de vários critérios e requisitos por parte da administração aduaneira, pode ser considerado como um operador fiável e de confiança, podendo beneficiar de várias vantagens em toda a União Europeia.
Fonte: Transportes & Negócios

quarta-feira, 25 de março de 2009

MSC - FLEET


M/V "MSC TOGO"
SLD from leixões 22-03-2009 - 12,30 hrs.
-----
Faça clique nas imagens para aumentar


Typ:
Cargo Ship
IMO Number:
7811484
Country:
Liberia
MMSI Number:
636013020
Length:
206.0m
Callsign:
A8KB4
Beam:
31.0m

O TRANSPORTE MARÍTIMO EM CURSO PROMOVIDO PELOS CARREGADORES

O CPC – Conselho Português de Carregadores vai realizar, em 22 e 23 de Abril e em 19 e 20 de Maio, o curso “O Transporte marítimo”.Contará com a colaboração da empresa Fresti – Sociedade de Formação e Gestão de Navios e decorrerá nas instalações da AIP – Associação Industrial Portuguesa, no Auditório Luís Morales (1º andar) – Praça das Indústrias, em Lisboa.
Entre os módulos a desenvolver, destaque para a “Caracterização do transporte marítimo”, por João Pimenta de Abreu; “O Transporte Marítimo na Logística e as Tecnologias de Informação Logística”, por Jan Tore Pederson; “Conceitos básicos da especificidade do contrato de transporte marítimo”, por Francisco Fernandes e João Vinagre; “Regime Jurídico”, por Armando Henriques e Ana Cristina Pimentel; “Seguros no Transporte Marítimo, por Nuno Henrique; “Transporte ao abrigo de um B/L” e “Transporte ao abrigo de uma C/P, por Cândido Lameiras; “Estudo de caso, por Armando Henriques, Cândido Lameiras e João Vinagre.
Fonte: Cargo News

TIS FAZ WORKSHOP


A TIS promove no próximo dia 3 de Abril, em Carcavelos (Hotel Riviera) o 3º Workshop do Projecto de Investigação KOMODA (financiado pelo 7º Programa Quadro da Comissão Europeia). Este projecto pretende dar um forte contributo para a optimização da logística e do transporte de mercadorias, nomeadamente do transporte Co-Modal, através da criação de um Roadmap para uma “plataforma ICT”, de partilha de informação (entre os diversos agentes que compõem uma cadeia logística), idealmente transversal, de livre acesso, e a funcionar na próxima década.
Os stakeholders deste processo emergente de “ligação electrónica” entre operadores logísticos, transportadores, indústrias, intermediários e clientes finais, são convidados a assistir à visão deste projecto de eLogistics e eFreight e a partilhar a sua própria visão.
Mais informação em http://www.tis.pt
Fonte: Cargo News

DIA DO PORTO DE AVEIRO COM PROGRAMA COMPLETO

O porto de Aveiro prepara um programa ambicioso para assinalar, no próximo dia 3 de Abril, o Dia do Porto - um colóquio internacional, a apresentação pública da webização do Arquivo Histórico-Documental (AHDAPA), um concerto musical e o lançamento de um CD.O colóquio “Portos com História – Arquivos Portuários Ibéricos: Desafios para o Séc. XXI”, vai realizar-se no Auditório do Museu Marítimo de Ílhavo, tendo o seu início previsto para as 15:00. No primeiro painel, intitulado “Arquivos portuários em Espanha” e moderado por Inês Amorim, Ana Espina, Responsável pelo Arquivo e Documentação do Porto de Gijón, Espanha, abordará o tema “O Porto de Gijón e a gestão do seu Arquivo e Documentação”; Cláudio Gruber Fraysse (gerente, CGF. Digitastur, Espanha), tratará do “Processo de Digitalização de Documentos Históricos”. O primeiro painel encerra com a intervenção de Ana Mojarro Bayo (responsável pelo Arquivo e Biblioteca do Porto de Huelva). A especialista detalhará o funcionamento dos serviços que dirige. Segue-se debate. No segundo painel falar-se-á dos arquivos portuários em Portugal. Silvestre Lacerda, director-geral do Arquivo Nacional – Torre do Tombo, abre o painel com intervenção a que seguirá viagem pelo Arquivo Histórico-Documental do Porto de Aveiro. “O Arquivo Histórico-Documental do Porto de Aveiro – Passos de um percurso recente”, é o tema a apresentar por Manuel Couto, Nuno Costa e Jorge Macieirinha (responsáveis pela análise e inventariação naquele arquivo). Os três especialistas deter-se-ão sobre o trabalho de descrição dos fundos manuscritos, iconográficos e cartográficos. A apresentação pública da webização do Arquivo Histórico-Documental estará a cargo de Dinis Manuel Alves, responsável pelo processo. A concluir, Inês Amorim falará sobre os desafios futuros do AHDAPA.
O programa nocturno começa com o lançamento do CD “Mar da Alma”, obra que reproduz o registo fonográfico do espectáculo de encerramento das comemorações do Bicentenário da Abertura da Barra de Aveiro, espectáculo realizado a 20 de Setembro do ano passado no Centro Cultural de Ílhavo. E será também este espaço a acolher o programa nocturno da edição de 2009 do Dia do Porto de Aveiro. A apresentação do CD encerrará com o Coro Final da obra “Mar da Alma”, de Rui Paulo Teixeira, entoado pelo Grupo Coral da Casa de Pessoal do Porto de Aveiro.
Segue-se a “Oratória Jefté”, de Giacomo Carissimi, obra executada pelo Coro de Vozes Vivas com instrumentos e solistas.
Os bilhetes para o concerto podem ser solicitados para marketing@portodeaveiro.pt ou através dos telefones: 234393339/418.
Fonte: Cargo News

terça-feira, 24 de março de 2009

ABATE DE BARCOS FLORESCE NA ÍNDIA

Abate de barcos floresce na ÍndiaEste é um estaleiro de barcos em fim de vida que estão a ser desmantelados na região indiana de Alang, a oeste da cidade de Ahmedabad. A recessão económica global atingiu a indústria, desde a dos automóveis até aos bancos de investimento, mas numa pequena cidade da costa oeste da Índia o negócio está a florescer e os trabalhadores dificilmente conseguem dar resposta às solicitações. Em Alang, o maior estaleiro do mundo de abate de barcos, a principal fonte de rendimento é o desmantelamento destes monstros dos mares que estão a deixar de ter procura em tempo de crise.
Foto: Amit Dave/Reuters
Fonte: Público

segunda-feira, 23 de março de 2009

WEC BUSINESS AS USUAL

Faça clique nas imagens para aumentar
Hoy ha estado en Tfe el WEC Velázquez. Tenía hora de salida para las 1400h, pero se retrasó unos 30min, y aunque estaba pendiente, me llamaron. Pude captar estas imágenes que no son buenas, pero teniendo en cuenta que el barco está a más de 2,5 mn (unos 4,5 km) pueden pasar. Las tres primeras están con zoomx14 y la última con zoomx20. Adjunto gráfica de la ruta llegada-salida del barco, donde puedes ver el cambio de rumbo que recogen las fotos.Saludos desde Tenerife.
Imagens enviadas directamente de Tenerife por: António Saez

LANÇAMENTO DE LIVRO


-----
Faça clique na mensagem.
Fonte: Público

APLOG ANALISA TRANSPORTE DE MERCADORIA PERIGOSAS


-----
Faça Clique na mensagem.
Fonte: Público


CONHECER LEIXÕES



Do seu apartamento em Leça da Palmeira, o amigo Armando Oliveira (Schenker) capta imagens fantásticas dos nossos navios em Leixões, ele é também um grande entusiasta de navios.Imagens: Armando Oliveira-Schenker.
Faça Clique nas imagens para aumentar

sábado, 21 de março de 2009

MSC - FLEET


M/V "MSC CORINNA"
SLD from leixões 21-03-2009 - 12,30 hrs.
-----
Faça clique nas imagens para aumentar

MSC CORINNA

IMO NUMBER
8208684
VESSEL TYPE
CONTAINER SHIP
HULL TYPE
DOUBLE HULL
GROSS TONNAGE
32.703 tons
SUMMER DWT
38.466 tons
BUILD
1984
BUILDER
BOELWERF TEMSE - BELGIUM
FLAG
PANAMA
MANAGER
DOBSON FLEET MANAGEMENT LIMASSOL - CYPRUS
OWNER
LATMIC PANAMA
INSURER
STANDARD CLUB U.K.

VESSEL DETAILS
CLASSIFICATION
A1, , AMS
GENERIC
SPEED
18,5 knots
DIMENSIONS
BREADTH EXTREME
32,30 m

BREADTH MOULDED
32,24 m

DEPTH
18,80 m

DRAUGHT
10,75 m

FREEBOARD
8.050,0 mm

LENGTH B/W PERPENDICULARS
207,00 m

LENGTH OVERALL
207,00 m

LENGTH REGISTERED
196,50 m
TONNAGES
NET TONNAGE
13.904 tons
CAPACITIES
BALLAST
14.142 tons

BUNKER
2.865 tons

FRESHWATER
435,12 tons

FUEL OIL
3.696 tons
ENGINE
MAIN DIESEL ENGINE MATERIAL
BRONZE

MAIN ENGINE BUILDER
ACEC CHARLEROI - BELGIUM

MAIN ENGINE CYLINDER BORE
900 mm

MAIN ENGINE CYLINDERS
6

MAIN ENGINE MODEL
6L90GBE

MAIN ENGINE POWER
20.478 KW

MAIN ENGINE STROKE
2.180 mm
COMMUNICATION
CALL SIGN
3FPI7
HISTORICAL INFO
DATE OF ORDER
1982 Apr 01

KEEL LAID
1983 May 06

YARD NUMBER
1.512

Arquivo do blogue

PORTO DE LEIXÕES

PORTO DE LEIXÕES