quinta-feira, 26 de novembro de 2009

FOTOS CURIOSAS



Será mesmo que o payload do contentor estava destinado a suportar todo o peso desta mercadoria?

Fonte: Internet

5 comentários:

Farinha disse...

Caro José Modesto.
Com a experiência que adquiri nas fábricas onde exerci a minha actividade, creio que o fundo deste contentor estava afectado pela corrosão.
Atenção que os contentores levam banhos de água salgada e muitas vezes este pormenor é ignorado pelos operadores.
Existem contentores de muito boa qualidade de metal com tratamento anti corrosivo.
Mas também existem contentores passe a expressão de linha branca, sem qualidade metálica e sem tratamento anti corrosivo ou com deficiente tratamento anti corrosivo.
Os contentores devem ser periodicamente verificados por técnicos qualificados tal como as pontes metálicas.
Cumprimentos
Paulo Farinha

Farinha disse...

Mais um comentário José Modesto acerca do rompimento do contentor.
Sabe qual a diferença do transporte de contentores em navios porta contentores e carga rodada em ferrys?
A carga rodada viaja bem acondicionada no espaço fechado das garagens dos ferrys, e além desse importante pormenor, em caso de agitação marítima o ferry acciona os úteis estabilizadores. Portanto a carga rodada viaja protegida da acção do mar e estabilzada. Ah! ah! ah!
Ñão é por acaso que defendo os ferry´s! em especial os que operam na Madeira.
Cumprimentos
Paulo Farinha

José Castro disse...

Caro José Modesto,mas que grande bronca,espero que ninguém tenha ficado ferido.
Saudações marítimas.
José Castro

Alexandre David disse...

Nossa essa foto é realmente curiosa! Pois para o fundo do contentor ir a baixo.... os caras erraram feio com a capacidade do contentor,está escrito na porta. A não ser que o contentor estava aváriado.Abração amigo português.

Rui Amaro disse...

Meus Caros
Têm razão e o amigo Farinha ainda mais, mas não há que fiar muito nos "Ferry"! Portas bem "fechadinhas"!
Observando as imagens, o contentor dá todo aspecto de ser fabricado de folha de flandres. Aqui em Leixões já houve dois ou três acidentes idênticos, e houve um outro caso do contentor desprender-se do "spreader" e enfiar-se pelo porão do navio MONIKA BOS, e houve sinistrados.
Eu próprio a bordo do navio NIEUWLAND, já dei "às de Vila Diogo", no TITAN do Molhe Sul,(è o Titan cuja imagem abre o blogue JOSÉ MODESTO), e que muito excepcinalmente operava nos contentores de navios convencionais, que o navio tinha de estar desviado da muralha, cerca de 5m devido ao comprimento da lança. Era o desenrasque, isto na décadas de 60/70.
Saudações maritimo-entusiáticas
Rui Amaro

Arquivo do blogue

PORTO DE LEIXÕES

PORTO DE LEIXÕES