domingo, 31 de agosto de 2008

MOPTC quer redução das taxas portuárias no acesso ferroviário aos portos

O Governo está a pensar "introduzir medidas de discriminação positiva para o acesso aos portos através da ferrovia, em termos de entradas e de saídas de mercadorias", afirmou Ana Paula Vitorino ao Diário Económico.O jornal adianta que estas medidas serão criadas para todos os portos em geral e para cada um dos portos em especial, adiantando que estas medidas não serão apenas de carácter financeiro, mas também no plano físico, dando prioridade ao modo ferroviário na movimentação de cargas e descargas nos portos.Esta medida terá agora que ser aprovada por Bruxelas. Mas tal não deverá suscitar o chumbo, face às recentes decisões da EU relativas à Eurovinheta, que dão ao transporte rodoviário a maior responsabilidade no congestionamento e na contaminação ambiental e sonora do espaço europeu, e por esse facto obrigando a rodovia ao pagamento dos custos externos que provoca no uso das infraestruturas. Teria assim cabimento, nas apertadas regras de concorrência de Bruxelas, a redução das taxas portuárias para as empresas que optarem por transportar as suas mercadorias por comboio em detrimento do camião

1 comentário:

AMAndrade disse...

Sugiro que se indique, sempre, a data do jornal ou do diploma a que se faz referência.

Arquivo do blogue

PORTO DE LEIXÕES

PORTO DE LEIXÕES