domingo, 31 de janeiro de 2010

RECORDAÇÕES DO SHIPPING

PORTO DE LEIXÕES (INICIO)
---
Faça clique na imagem para aumentar.

2 comentários:

César disse...

Outros tempos,enfim o que essa gente trabalhava era de "loucos".Sem meios como os de hoje,havia que arranjar sustento para a familia.

Rui Amaro disse...

Caros Amigos
Aí vai o rio Leça, onde hoje está a doca 1. Na época ancoravam e varavam embarcações de pesca, tais como botes,catraias, batéis e lanchas do alto, e estas iam a remos ou à vela para bem longe de Leixões. O meu avô era pescador e armava uma lancha do alto cuja companha era costituida por cerca de 15 homens,e saindo da Cantareira (Foz) chegou andar por alturas de S. Pedro de Muel.
Era um espectáculo ver
o enxame de batéis da Afurada, Foz,Leixões,Lavra, Vila Chã, Caxinas, etc. a navegar à vela à bolina sob Nortada fresca para alcançarem os seus centros piscatórios.
Quando a Nortada era mais forte e não conseguiam avançar, lançavam a poita para fundo, e armavam o pendão ao alto, até que a lancha dos pilotos, salva-bidas ou um rebocador os fossem buscar. Outras vezes navios mercantes traziam-nos a reboque e aproximando-se da costa, deixavam-nos à porta das uas barras ou praias. Vida durissima, e eu que o diga porque o meu pai e outros familiares também por lá andaram. Mais tarde apareceram as traineiras,e aí por 1910 o meu avô foi sócio e contra-mestre da traineira MARIA, que foi uma das duas primeiras a aparecer em Portugal, e amarravam na Cantareira.
Saudações maritimo-entusiásticas
Rui Amaro - Foz do Douro

Arquivo do blogue

PORTO DE LEIXÕES

PORTO DE LEIXÕES