sexta-feira, 21 de maio de 2010

IPTM


O Instituto Portuário e de Transportes Marítimos (IPTM) está a fazer um levantamento das concessões portuárias para aquilatar da manutenção das condições de concorrência, soube-se ontem no decorrer do seminário do Conselho Nacional de Carregadores.
Em causa está o facto de ter decorrido já algum tempo sobre as primeiras concessões e as mais recentes, o que terá levado, tendo em conta que se alteraram os pressupostos da operação portuária e do cálculo de rendas fixas e variáveis, a eclosão de alguns protestos de operadores que se queixam de estarem a ser descriminados pelos elevados valores que têm que pagar.
A análise do IPTM ainda não tem data de conclusão. Leve-se em conta que há casos em que o operador se obrigou a fazer obra (super-estrutura) e outros em quefoi obrigado a adquirir os equipamentos que já se encontravam na concessão, coexistindo ambos com uma terceira situação em que o concessionário apenas se limita a explorar a facilidade portuária, sem proceder a qualquer investimento.
Fonte: Cargo News

2 comentários:

César disse...

Bom,só nos resta aguardar pelas conclusões.

Augusto disse...

Não há problema.Quem adquiriu Concessões com Equipamentos,vai ao Estado buscar dinheiro para a sua manutenção.Quem não levou os Equipamentos,nestas últimas,vai também buscar dinheiro ao Estado para os adquirir eo manter.Estes barulhos são só folclore.E não se admirem que muitos dos Contratos de Concessão não são cumpridos por causa das Crises.O Estado assume,porque afinal de contas,como sabemos,a promíscuidade existe,e não vale a pena falar no nome das Empresas com assento nestas coisas.O que é preciso é continuar a trabalhar e estes senhores não mexerem com a rapaziada Maritima e afins.

Saudações Maritimas e portuárias.

Arquivo do blogue

PORTO DE LEIXÕES

PORTO DE LEIXÕES